Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/71
metadata.dc.type: Dissertação
Title: ESPIRITUALIDADE E QUALIDADE DE VIDA: PERSPECTIVAS PARA O SÉCULO XXI
metadata.dc.creator: ZANOTELLI, MARIA IZABEL GAVA
metadata.dc.contributor.advisor1: Filho, José Adriano
metadata.dc.contributor.referee1: Gonçalves, José Mário
metadata.dc.contributor.referee2: Rosa, Wanderley Pereira da
metadata.dc.contributor.referee3: Filho, Jose Adriano
metadata.dc.description.resumo: As observações sobre como a espiritualidade tem sido expressada no século XXI têm permitido compreender que as questões relacionadas com esse conceito não estão associadas apenas aos aspectos de uma ou outra religião, mas se tornado algo que se relaciona com o bem-estar interior e social do ser humano. Isso faz despertar o interesse em estudá-la com maior profundidade. Nesta dissertação, tem-se como objetivo definir em quais aspectos a espiritualidade pode ser um fator que contribui para a melhoria da qualidade de vida do ser humano no século XXI, analisando a matriz cristã da espiritualidade, identificando sua visão holística e definindo as perspectivas da espiritualidade que podem melhorar a qualidade de vida das pessoas neste século. Realizou-se, para isso, um estudo, de caráter exploratório, para aprofundar conhecimentos sobre o fenômeno estudado, partindo-se de um conjunto bibliográfico deleituras que permitiram responder às questões levantadas na problemática do estudo. Essa metodologia permitiu compreender que há diversos tipos de espiritualidade. No entanto, nos dias atuais, para fins de busca pela qualidade de vida, o fenômeno é visto como algo que vai além de um aspecto religioso. Ser um indivíduo espiritual é adotar modos, estilos e valores da vida que proporcionem viver melhor o amor ao próximo, a solidariedade, a sociabilidade, a integração humana, o que possibilita um bem-estar individual e social mais adequado na busca pela qualidade de vida. Estudos apresentados demonstram que pessoas idosas, estudantes que vivem vida estressante e até mesmo pessoas acometidas de câncer podem ter um histórico de bem-estar que indicam uma melhoria relevante na qualidade existencial.
Abstract: The observations on how spirituality has been expressed in the twenty-first century have allowed understanding that the issues related to this concept are not related only to aspects of one religion or another, but become something that relates to the inner well-being and to the social development of human being. This makes awaken the interest in studying it more deeply. This dissertation has as objective to define in which aspects spirituality may be a factor that contributes to the improvement of human quality of life in the twenty-first century, analyzing the Christianmatrix of spirituality, identifying its holistic vision and defining the prospects from spirituality that may improve the quality of life for people in this century.It was performed for this, an exploratory study, to deepen knowledge on the studied phenomenon, starting from a bibliographic set of readings that have allowed answering the questions raised in the problematic of the study. This methodology allowed understanding that there are diverse types of spirituality. However, in the current days, on the search for quality of life, the phenomenon is seen as something that goes beyond of one religious aspect. Being an spiritual individual is to adopt manners, styles and life values providing to live better the love for others, solidarity, sociability, human integration, that permits well-being individual and social more appropriate in the search to quality of life. The presented studies demonstrate that elderly people, students living a stressful life and even people affected from cancers may have an historic of well-being that indicates a relevant improvement in the existential quality.
Keywords: Espiritualidade. Qualidade de Vida. Bem-estar.
Spirituality. Quality of life. Well-being.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: ALMEIDA, M. A. B. GUTIERREZ; G. L. Qualidade de vida: discussões contemporâneas. In: VILARTA, R; GUTIERREZ; G. L.; MONTEIRO, M. I (Orgs). Qualidade de vida: evolução dos conceitos e práticas no século XXI. Campinas: Ipês, 2010. ALVES, M. C. A. Espiritualidade e os Profissionais de Saúde em Cuidados Paliativos. Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina. Dissertação de Mestrado 103. Fl. 2011. p. 10. APÓCRIFO. Evangelho de São Tomé. Versículo 77a e 77b. Disponível em:<http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cartas&subsecao=doutrina&artigo=20040728193032&lang=bra>. Acesso em: 20 jan. 2016. BARRETO, T. F. FONSECA, A. C. R. T. e FEITOSA, M. G. G. Espiritualidade no ambiente de trabalho: revisão dos conceitos, dimensões e críticas. XXXI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO - Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual: Desafios da Engenharia de Produção na Consolidação do Brasil no Cenário Econômico Mundial Belo Horizonte, MG, Brasil, 04 a 07 de outubro de 2011. BATISTA, S.; MENDONÇA, A. R. M. Espiritualidade e qualidade de vida nos pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico. Revista Bioética (Versão Impressa), v. 20, n. 1, 2012. BÍBLIA, Livro dos Salmos. Salmo 104, Versículo 19. _______. Carta aos Coríntios 1, Capitulo 15, Versículo 28. _______. Livro de Êxodo, Capítulo 15, versículos 8, 10. BOFF, L. Espiritualidade: um caminho de transformação. Rio de Janeiro, RJ: Sextante, 2006. _______. Século XXI, século da espiritualidade? Disponível em: <http://www.leonardoboff.com/site/vista/2001-2002/sec_esp.htm>. Acesso em: 22 mar. 2016. _______. A Oração de São Francisco: Uma mensagem de paz para o mundo atual. Rio de Janeiro: Sextante, 1999. _______. Espiritualidade: um caminho de transformação. – Rio de Janeiro: Sextante, 2006. _______. O povo brasileiro: um povo místico e religioso. Disponível em: <https://leonardoboff.wordpress.com/2014/03/16/o-povo-brasileiro-um-povo-mistico-e-religioso/>. Acesso em: 20 abr. 2016. BROWN, G. Spirituality: historyandperspectives. IndianJournalPsychiatry. 2008 Oct-Dec; 50(4): 233–237. Tradução Livre. Disponível em: <http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2755140/>. Acesso em: 20 jan 2016. BUARQUE, C. Qualidade de vida: a modernização da utopia. Lua Nova n. 31. São Paulo Dec. 1993. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64451993000300008> Acesso em: 20 abr. 2016. CASTILHO, C. R. C. A relação entre qualidade de vida e espiritualidade: um olhar sobre a vida. Laboratório de Qualidade de Vida (LabQV), Ensaio publicado em 8 de set, 2015. Disponível em: <http://www.labqv.com.br/a-relacao-entre-qualidade-de-vida-e-espiritualidade-um-olhar-sobre-a-vida/> Acesso em: 10 maio 2016. CAVALCANTI, R. O retorno do sagrado: a reconciliação entre Ciência e Espiritualidade. – São Paulo: Ed. Cultrix, 2000. CHIAPPINI, L. Multiculturalismo e identidade nacional. Revista de Literatura CULT/46. São Paulo, junho de 2001. COMTE-SPONVILLE, A. O espírito do ateísmo: introdução a uma espiritualidade sem Deus. - São Paulo: WMF Martins Fontes, 2007. COSTA, C. C. Qualidade de vida e bem-estar espiritual em universitários de psicologia. Psicologia em Estudo, Maringa, v. 13, n. 2, p. 249-255, abr./jun. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n2/a07v13n2.pdf>. Acesso em: 10 maio 2016. p. 249. DALAI-LAMA. Uma ética para o novo milênio. Rio de Janeiro: Sextante, 2000. DAL-FARRA, R. A. e GEREMIA, C. Educação em saúde e espiritualidade: proposições metodológicas. Revista Brasileira de Educação Médica. V. 34, n. 4: 587-597; 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbem/v34n4/v34n4a15.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2016. FILHO, A. F. Perda de Pessoas amadas. Editora EME, Capivari, São Paulo, 2011. FLORES, R. Cuidados paliativos no domicílio: humanização dos cuidados. Revista Sinais Vitais, 2008. FREIRE, F. A. Espiritualidade holística franciscana. Kairós, Revista Acadêmica da Prainha. Ano v, n. 2, dez/jul, 2008. GONÇALES, P. W. A marca química da doutrina natural e espiritual de James Hutton. Ciência & Educação, v. 14, n. 3, p. 519-35, 2008. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v14n3/a10v14n3.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2016. GUIMARÃES, H. P.; AVEZUM, A. O impacto da espiritualidade na saúde física. Rev. Psiq. Clín. 34, supl1; 88-94, 2007. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/acp/article/viewFile/17125/19126>. Acesso em: 20 jan. 2016. GUSDORF, G. As Origens das ciências humanas. – Paris: Galimard, 1990. HOPKINS, V.L. Promover a saúde espiritual. Lisboa: Lusodidacta, 1999. KLAES, M. I. M. O fenômeno da globalização e seus reflexos no campo jurídico. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 11, n. 968, 25 fev. 2006. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/8005>. Acesso em: 14 abr. 2016. LECLERCQ, J. Valores cristãos. São Paulo: Ed. Quadrante, 1985. LEITE, I. S. e SEMINOTTI, E. P. A Influência da Espiritualidade na Prática Clínica em Saúde Mental: Uma Revisão Sistemática. Revista Brasileira de Ciências Saúde, v. 17, n. 17: 189-196, 2013. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/14102/9714>. Acesso em: 21 mar. 2016. LOURENÇO, I. A Espiritualidade no processo terapêutico. Coimbra: Quarteto, 2004. MATTA, R. O que faz o Brasil. Rio de Janeiro: Rocco, 1984. MILARÉ, E. Direito do Ambiente: doutrina, prática, jurisprudência, glossário. 1ª ed. rev.atual. ampl. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001. MINAYO, M. C. S.; HARTZ, Z. M. A.; BUSS, P. M. Qualidade de Vida e Saúde: um debate necessário. Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, V. 5, N.1, P. 7-18, 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v5n1/7075.pdf.> Acesso em: 18 abr. 2016. MIRANDA, S. L. et al. Espiritualidade, depressão e qualidade de vida no enfrentamento do Câncer: estudo exploratório. Psicologia, Ciência e Profissão, v. 35, n. 3. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pcp/v35n3/1982-3703-pcp-35-3-0870.pdf> Acesso em: 10 maio 2015. MÜLLER, M. C. Introdução. In: TEIXEIRA, Evilázio Francisco Borges; MÜLLER, Marisa Campio; SILVA, Juliana Dors Tigre da.(Orgs). Espiritualidade e qualidade de vida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. NEPOMUCENO, Tiago Costa. Educação Ambiental e Espiritualidade Laica: horizontes de um diálogo iniciático. (Doutorado). 2015, 348 f. Faculdade de Educação, USP. OLIVEIRA, L. G. S e SILVA, J. C. A pedagogia da fraternidade: um diálogo entre a educação ambiental e a espiritualidade. Revista Didática Sistêmica, V. 10, 2009. Disponível em <http://www.seer.furg.br/redsis/article/view/1401/627>. Acesso em: 30 maio 2016. PACHECO, S. Cuidar a pessoa em fase terminal: perspectiva ética. Loures: Lusociência, 2004. PACHECO, P. Espiritualidade nas Organizações ligadas ao Desenvolvimento. Dissertação de Mestrado. 256 fl. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto, 2012. PALDRON, T. Dignidade e sentido da vida: sentido da vida e valores espirituais. Cascais: Pergaminho, 2004. PAULO L. R. et al. A religiosidade e suas interfaces com a Medicina, a Psicologia e a Educação: o estado da arte. In: TEIXEIRA, E. F. B.;MÜLLER, M. C; SILVA, T. D. T. (orgs) Espiritualidade e qualidade de vida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004, p. 53. PORTAL, L. L. F. Espiritualidade: uma dimensão essencial na experiência significativa da vida. In: TEIXEIRA, E. F. B.;MÜLLER, M. C; SILVA, T. D. T. (Orgs) Espiritualidade e qualidade de vida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. RÊGO, A.; CUNHA, M. P. e SOUTO, S. Espiritualidade nas organizações e comprometimento organizacional. RAE-eletrônica, v. 6, n. 2, Art. 12, jul./dez. 2007. Disponível em:<http://www.rae.com.br/eletronica/index.cfm?FuseAction=Artigo&ID=3840&Secao=ARTIGOS&Volu me=6&Numero=2&Ano=2007>. Acesso em: 27 mar. de 2016. ROBBINS, S. P. Comportamento organizacional. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. SAAD, M. Espiritualidade baseada em evidências. Acta Fisiátrica, v.8, n. 3, 107-112, 2001. Disponível em: <http://www.amebrasil.org.br/html/espirit_evidencias.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2016. SANTOS, I. A. Espiritualidade no ambiente de trabalho. Curitiba, 2013. 18 fl.(Trabalho de Conclusão de Curso MBA) Universidade Tuiuti do Paraná. SANTOS, A. N. e GUIMARÃES, D. D. Espiritualidade, saúde e o cuidado de enfermagem. Trabalho de Conclusão de Curso de Enfermagem. 49 fl. Vitória: Faculdade Católica Salesiana do Espírito Santo, 2011. SOARES, A. S.; AMORIM, M. I. Qualidade de vida e espiritualidade em pessoas idosas institucionalizadas. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, Edição Especial, n. 2, Fev. 2015. Disponível em:<http://www.scielo.mec.pt/pdf/rpesm/nspe2/nspe2a08.pdf>. Acesso em: 10 maio 2016. SOLOMON, Robert C. Espiritualidade para céticos: paixão, verdade cósmica e racionalidade no século XXI. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. TWYCROSS, R. Cuidados paliativos. Lisboa: Climepsi Editores, 2003. VASCONCELOS, E.M. A associação entre a vida religiosa e saúde: uma breve revisão de estudos quantitativos. Revista Eletrônica de Comunicação e Informação Inovadora em Saúde (RECIIS). Rio de Janeiro, v.4, n.3, p.12-18, Set., 2010. Disponível em: <http://www.reciis.cict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/381/589>. Acesso em: 29 fev. 2016. ZILLES, U. Espiritualidade Cristã. In: TEIXEIRA, Evilázio Francisco Borges; MÜLLER, Marisa Campio; SILVA, Juliana Dors Tigre da.(Orgs). Espiritualidade e qualidade de vida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. _______. Filosofia da religião. São Paulo: Paulus, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/71
Issue Date: 30-Jun-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Maria Izabel Gava Zanotelli.pdfDissertação - Maria Izabel Gava Zanotelli9,19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.