Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/57
metadata.dc.type: Dissertação
Title: FAMÍLIA, ESCOLA E RELIGIÃO: ASPECTOS IMPORTANTES PARA A REINSERÇÃO SOCIAL DO ADOLESCENTE EM SITUAÇÃO DE ATO INFRACIONAL A PARTIR DA CASA DE SEMILIBERDADE MARISTA EM VILA VELHA/ES
metadata.dc.creator: SILVA, STANLEY AMARANTE DA
metadata.dc.contributor.advisor1: Ulrich, Claudete Beise
metadata.dc.contributor.referee1: Terra, Kenner Roger Cazotto
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Francisco de Assis Souza dos
metadata.dc.contributor.referee3: Ulrich, Claudete Beise
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação trata do adolescente em ato infracional e a importância da medida socioeducativa para a sua reinserção na sociedade. Neste sentido, apresenta um breve histórico sobre a construção da infância, da família e da escola e aponta para as mudanças na forma de entender a família, a partir da Constituição de 1988. Da mesma forma, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECRIAD) apresenta as crianças e os adolescentes como portadores de direitos. A cidadania é o viés fundamental para entender a infância e a juventude, desta forma, se desconstrói o conceito de jovem infrator. A segunda parte do trabalho busca entender a infância e a adolescência e a questão da vulnerabilidade social. Para o adolescente em ato infracional aponta-se a justiça restaurativa, através de medidas socioeducativas. Neste sentido, a Casa de Semiliberdade Marista é apresentada com sua proposta pedagógica que visa uma educação integral, a partir dos quatro pilares da educação: aprender a ser, aprender a conviver, aprender a fazer e aprender a conhecer. Esta pedagogia se efetiva na constituição com as parcerias, isto é, as redes para o processo de ressocialização do adolescente em ato infracional. Na última parte do trabalho, reflete-se sobre a importância das redes que se estabelecem com a família, a escola, o mercado de trabalho e a experiência com a espiritualidade. Nesta perspectiva, analisa-se também a pesquisa realizada com 31 jovens que residem na Casa de Semiliberdade Marista, estudantes em duas UMEF’s de Vila Velha (Unidade Municipal de Ensino Fundamental) Senador João de Medeiros Calmon, localizada na Praia das Gaivotas e Dep.Mikeil Chequer, localizada no Bairro de Boa Vista, buscando perceber quais são os valores religiosos e morais colocados como importantes pelos adolescentes para o seu processo de ressocialização e recuperação da auto-estima e cidadania.
Abstract: This dissertation deals with adolescents in an infraction and the importance of the socio-educational measure for their reintegration into society. In this respect, it presents a brief background about the construction of childhood, family and school and points to the changes in the way of understanding the family, from the 1988 Constitution. Likewise, the Child and Adolescent Statute (ECRIAD) presents children and adolescents as rights holders. Citizenship is the fundamental bias for understanding childhood and youth, in that way is constructed the concept of young offender. The second part of the work seeks to understand childhood and adolescence and the issue of social vulnerability. For the adolescent in an infraction act, restorative justice is pointed out, through socio-educational measures. In this respect, the Marist Semiliberty House is presented with its pedagogical proposal that aims at an integral education, starting from the four pillars of education: learning to be, learning to live, learning to do and learning to know. This pedagogy is effective in the constitution with the partnerships, that is, the networks for the process of resocialization of the adolescent in an infraction. In the latter part of the paper, we reflect on the importance of the networks that are established with the family, the school, the labor market and the experience with spirituality. In this perspective, the research carried out with 31 young people residing in the House of Semiliberda de Marista, students in two UMEF's in Vila Velha (Municipal Elementary School), Senador João de Medeiros Calmon, located in Gaivotas and Dep.Mikeil Beach Checker, located in the neighborhood of Boa Vista, seeking to understand what are the religious and moral values placed as important by adolescents for their process of resocialization and recovery of self-esteem and citizenship.
Keywords: adolescente; cidadania; família; escola; reinserção
Teen; citizenship; family; school; reinsertion.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: APADD - Associação de Prevenção e Assistência aos Dependentes de Drogas. Disponível em: <http://www.apadd.org/>. Acesso em: 20 mar. 2016. ARIÈS, Philippe. História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. ARANTES, Esther Maria. De "criança infeliz" a "menor irregular" – vicissitudes na arte de governar a infância. Rio de Janeiro: NAPE, 1999. ARRUDA, Gerardo Clésio Maia. Identidade cultural e (des)politização na sociedade de risco, Rev. Mal-Estar Subj. vol.10 no.2 Fortaleza jun. 2010. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s1518-61482010000200006>. Acesso em: 18 jun. 2016. BASSEDAS, Eulália. Intervenções Educativas e diagnósticas Psicopedagógico. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. BOLETIM DIEESE Edição Especial – 8 de março – Dia Internacional da Mulher. Disponível em: <http://www.sei.ba.gov.br/images/releases_mensais/pdf/ped/ped_estudos_especiais/mulher_chefe.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2017. CAMPOS, Dinah Martins de Souza. O teste do desenho como instrumento de diagnóstico da personalidade. Petrópolis: Vozes, 1969. CIVILETTI, O cuidado às crianças pequenas no Brasil escravista, Cadernos de Pesquisa, n. 76, Fundação Carlos Chagas, p. 32-40, 1991. Disponível em: <http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1052/1060>. Acesso em: 26 mar. 2016. CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Justiça restaurativa: horizontes a partir da Resolução CNJ 225/Coordenação: Fabrício Bittencourt da Cruz - Brasília: CNJ, 2016. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/files/conteudo/arquivo/2016/08/4d6370b2cd6b7ee42814ec39946f9b67.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2017. CUKIER, Rosa. Sobrevivência emocional: as dores da infância revividas no drama adulto. São Paulo: Ágora, 1998. CURY, Augusto Jorge. Pais brilhantes, professores fascinantes. Rio de Janeiro: Sextante, 2003. DELORS, Jacques (Coord.) Educação: um tesouro a descobrir. (Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI) . 7. ed. rev. São Paulo: Cortez; Brasília: Unesco, 2012. DE OLIVEIRA JUNIOR, Isaias Batista; MAIO, Eliane Rose. Família e escola: um novo (re)pensar e re(agir) pedagógico. Revista LABOR, nº 10, v.1, 2013. Disponível em: http://www.revistalabor.ufc.br/Artigo/volume10/07_FAMILIA_ESCOLA_NOVO.pdf. Acesso em: 20 jan. 2017. DEL Priore, Mary. História das crianças no Brasil. 6. ed. São Paulo: Contexto, 2007. DIAS, Maria Berenice. Manual de Direito das Famílias. 9. ed. Rio de janeiro: Revista dos Tribunais, 2011. DOMINGUES, Joelza Ester. A Família no Brasil Colonial. Disponível em: <http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/familia-no-brasil-colonial/>. Blog: Ensinar História. Acesso em: 20 mar. 2016. FARIA, Sheila de Castro. “Família”. In: VAINFAS, Ronaldo (org.). Dicionário do Brasil colonial (1500-1808). Rio de Janeiro: Objetiva, 2001, p. 216-8. ap DOMINGUES, Joelza Ester. A Família no Brasil Colonial. Disponível em: <http://www.ensinarhistoriajoelza.com.br/familia-no-brasil-colonial/>. Blog: Ensinar História. Acesso em: 20 de mar. 2016. FERNANDES Cesar Augusto Rilo. A Família: Uma narrativa voltada ao desenvolvimento ético e moral no Ensino Médio da Escola Básica Profa. Salete Scotti dos Santos – Içara. Monografia apresentada para obtenção do título de Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior. Universidade do Extremo Sul Catarinense: Criciúma, 2004. FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: Nascimento da Prisão. Trad. De Raquel Ramalhete 1997. FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. GERHARDT, Tatiana Engel; SILVIERA, Denise Tolfo (Orgs) Métodos de Pesquisa. coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: UFRGS, 2009. HELLINGER, Bert. Constelações Familiares: O Reconhecimento das ordens do amor. São Paulo. Cultrix, 2007. LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Maria Andrade. Técnicas de pesquisa. 4 ed. rev. ampl. São Paulo: Atlas, 1999. LEI Nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf>. Acesso em: 20 mai. 2016. LIBERATI, W. D. Adolescente e Ato Infracional: medida socioeducativa e pena? São Paulo: Juarez de Oliveira, 2003. MELO, Edson Teixeira de. Princípios constitucionais do Direito de Família. Jus Navigandi, Teresina, 2006. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2016. MENDES, Flávia. Antigos e novos arranjos familiares: um estudo das famílias atendidas pelo Serviço Social. Franca, UNESP, 2001, p. 2-3. Relatório de Pesquisa apresentado à Pró-Reitoria de Extensão Universitária. MOLL, Jaqueline e colaboradores. Caminhos da Educação Integral no Brasil, Porto Alegre: Penso, 2012. MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESPÍRITO SANTO. Estatuto da Criança e do Adolescente & Legislação Congênere. 11. ed. Vitória, 2011. MISSÃO EDUCATIVA MARISTA. Missão educativa marista : um projeto para nosso tempo / Comissão Interprovincial de Educação Marista (1995-1998); [tradução Manoel Alves, Ricardo Tescarolo]. 3. ed. São Paulo: SIMAR, 2003. Disponível em: <www.maristas.org.br/.../sis.../missao_educativa/2005_07_04_missao_educativa.zip?pdf>. Acesso em: 20 nov. 2016. MONDRAGÓN, Geraldo Bohórquez. Modelo Pedagógico Contextualizado. IASES: Vitória, 2008. PATTON, Bruce. Como chegar ao sim como negociar acordos sem fazer concessões. Rio de Janeiro: solomon, 2014. PERUCCHI, Juliana, BEIRAO, Aline Maiochi. Novos arranjos familiares: paternidade, parentalidade e relações de gênero sob o olhar de mulheres chefes de família. Psicol. clin. vol.19 no.2 Rio de Janeiro Dec. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-56652007000200005>. Acesso em: 20 jun. 2016. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Casa Civil. Subchefia para assuntosjurídicos. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 26 mar. 2016. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei Orgânica da Assistência Social - LOAS - capítulo I. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8742compilado.htm>. Acesso em: 22 Mai. 2016. PULCINELLI, Evaldo Paulo de Souza. O Processo de inclusão social do adolescente em conflito com a lei no município de Ariquemes – Rondônia. Trabalho Final Mestrado profissional. São Leopoldo: Faculdades EST, 2011. QUEIROZ, Tania D. Educar, uma lição de amor: como criar filhos em um mundo sem valores. São Paulo: Gente, 2010. RESOLUÇÃO Nº 3, DE 13 DE MAIO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DOU de 16/05/2016 (nº 92, Seção 1, pág. 6). Disponível em: <http://www.mprj.mp.br/documents/20184/181398/resoluo_cne_13_2016_diretrizes_para_atendimento_escolar_de_jovens_infratores_em_cumprimento_de_medida_socioeducativa.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2016. RODRIGUES, Elisangela dos Santos. A ação do orientador educacional no processo de aproximação família e escola. Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/a-acao-do-orientador-educacional-no-processo-de-aproximacao-familia-e-escola/13839/#ixzz4HvqrETHk>. Acesso em: 28 nov. 2015. ROSA, Edinete Maria. TASSARA, Eda Terezinha de Oliveira. A Produção das infâncias e adolescências pelo Direito. In JACÓ-VILELA, AM.; SATO, L., (Orgs.) Diálogos em psicologia social [online]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2012. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/vfgfh/pdf/jaco-9788579820601-18.pdf>. Acesso em: 15 mai 2016. ROOSENBERG, Rodrigues Alves. Família Patriarcal e Nuclear: Conceito, características e transformações. II Seminário de História da Pós-graduação em História UFG/UCG. Área II UCG 14/15/16/setembro 2009, Goiana. Disponível em: <https://pos.historia.ufg.br/up/113/o/IISPHist09_RoosembergAlves.pdf>. Acesso em: 23 mai 2016. ROSENBERG, Marshall B. Comunicação não violenta: Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. São Paulo: Àgora, 2006. ROUDINESCO, Elisabeth. A família em desordem. Trad. André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 2003. SANTANA; Edith Licia Ferreira Felisberto. Família Monoparental Feminina: Fenômeno da Contemporaneidade?,Questões Contemporâneas, v. 13, n.2, 2014. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/polemica/article/view/10618/8518>. Acesso em: 26 mai. 2016. SANTOS, Alex Luis; DUARTE, NarjaraRhayssa Ferreira. Igreja e modelos alternativos de família: uma abordagem discursiva de base sistêmico-funcional à luz do subsistema atitude da teoria da avaliatividade,Entrepalavras, v. 2, n. 1, ano 2, v.2, n. esp., Fortaleza, jan/jul 2012. Disponível em: <http://www.entrepalavras.ufc.br/revista/index.php/Revista/article/view/100/138>. Acesso em: 20 Jun 2016. SAVATAR, Fernando. Ética para meu filho. Trad. Mônica Stahel. 2. ed. São Paulo: Planeta, 2012. SILVA, Luciani Maria Neri da; ALVES; Lenir Guedes. A família como meio socializador e integrador da aprendizagem de alunos com comportamentos agressivos, Revista Eventos Pedagógico, s v.5, n.4, 13. ed., n. regular, p. 67, nov./dez. 2014. Disponível em: <sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/download/1580/1226>. Acesso em: 23 mar. 2016. SILVEIRA, Maria Luiza Newlands. As crianças aprendem o que vivenciam. Rio de Janeiro: Sextante, 2009. SOUZA, Paulo Renato. A Revolução Gerenciada: Educação no Brasil. 1995-2002, São Paulo, Prentice hall, 2005. TADEI, Emanuel Mariano. A mestiçagem enquanto um dispositivo de poder e a constituição de nossa identidade nacional. Psicologia: Ciência e Profissão, v.22, n.4, Brasília, Dec. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932002000400002>. Acesso em: 23 mai 2016. TRINDADE, Judite Maria Barboza. O abandono de crianças ou a negação do óbvio. Rev. bras. Hist. vol.19 n.37 São Paulo Sept. 1999. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-01881999000100003>. Acesso em: 26 mar. 2016. UBEE - PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL CENTRO-NORTE: Trilhas interditadas: medida socioeducativa uma prática humanizada. Belo Horizonte: UBEE – Província Marista do Brasil Centro-Norte – União Brasileira de Educação e Ensino, 2004. UNIÃO MARISTA DO BRASIL. Relatório Social do Brasil Marista, Brasilia, 2014. p. 44. Disponível em: <http://www.umbrasil.org.br/wp-content/uploads/2015/09/RELAT%C3%83%E2%80%9CRIO-SOCIAL-2014_WEB.pdf>. Acesso em: 20 dez. 2016. UNIÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO – UBEE. Vidas Adolescentes e parcerias pela vida: A experiência marista na execução da Medida Socioeducativa de Semiliberdade (Espírito Santo). União Brasileira de Educação e Ensino Brasil – Brasília: UBEE, 2011. VITALE, Maria Amália Faller 2002, p. 49 apud SANTANA; Edith Licia Ferreira Felisberto. Família Monoparental Feminina: Fenômeno da Contemporaneidade? Questões Contemporâneas, v. 13, n.2, 2014. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/polemica/article/view/10618/8518>. Acesso em: 26 mai. 2016. VOLPI, Mário (org). Adolescente Privados de Liberdade. A normativa Nacional e Internacional e Reflexões a cerca da responsabilidade penal. 2.ed. São Paulo: Cortez, 1997. XAVIER, Antonio Roberto. Família e Gênero no debate atual. Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/familia-e-genero-no-debate-atual/21384/>. Acesso em: 26. mai 2016. ZEHR, Howard. Trocando as lentes. Um novo foco sobre o crime e a justiça restaurativa. São Paulo: Palas Athena, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/57
Issue Date: 11-May-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Stanley Amarante da Silva.pdfDissertação - Stanley Amarante da Silva3,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.