Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/42
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A GEOGRAFIA ESCOLAR E TEMAS RELIGIOSOS: COMBATENDO A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA
metadata.dc.creator: SANTOS, MURILO SILVA
metadata.dc.contributor.advisor1: Filho, José Adriano
metadata.dc.contributor.referee1: Brotto, Julio Cezar de Paula
metadata.dc.contributor.referee2: Barreira, Marcelo Martins
metadata.dc.contributor.referee3: Filho, Jose Adriano
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa de mestrado configura-se como um trabalho no domínio do Pensamento Geográfico no qual centra-se a afinidade geografia e religião sugerida no subcampo da geografia cultural: geografia da religião. Para tanto, como metodologia, utilizou-se a pesquisa bibliográfica exploratória. Seu objetivo central é compreender a dinâmica de desenvolvimento da geografia e sua respectiva ligação com a religião, além de dar ênfase às práticas de intolerância religiosa que são pautadas nos valores eurocêntricos. Um dos grandes desafios atuais é a liberdade religiosa, necessitando-se recorrer à Constituição e a outros acordos para manter a ordem em um ambiente cada vez mais plural, que enfrenta o desrespeito aos praticantes de uma religião diferente da celebrada pela maioria. A partir do reconhecido avanço do número de adeptos das religiões neopentecostais, os casos de intolerância religiosa contra os seguidores das religiões afro-brasileiras têm crescido bastante. Associaremos todas essas questões de intolerância a geografia, buscando dessa forma uma maior participação desta nos temas relacionados a religião. A interdisciplinaridade é o meio pelo qual a geografia coopera para o Ensino Religioso. A fim de que a interdisciplinaridade se consolide no espaço escolar, é necessário que a educação esteja voltada para a influência mútua entre as diversas disciplinas, num procedimento de diálogo de opiniões, harmonia de princípios, temáticas, métodos e finalidades, com intenção de planejar e coordenar o procedimento de estruturação do conhecimento. Por fim, apresentaremos a geografia e sua relação com temas religiosos, e analisaremos como a Geografia focaliza na diversidade cultural, além de abordar as questões dos conflitos religiosos que apresentam fundamentos culturais. Entender como refletir sobre o espaço como um ambiente de conflitos é pertinente a disciplina, pois são temas de destaque na sociedade contemporânea, expondo a diversidade de vínculos espaciais na ótica da cultura e da religião. Serão focados os casos de intolerância praticados pelos neopentecostais às religiões afro-brasileiras, principalmente as cometidas pela Igreja Universal do Reino de Deus. A importância dessa proposta é entender a necessidade do estudo desses temas na Geografia escolar, especialmente apresentando o tópico das relações étnico-raciais para a discussão, interessados em fornecer uma compreensão das distintas religiosidades e a importância que cada uma delas exerce sobre os seus fiéis, desta forma combatendo a intolerância religiosa.
Abstract: The present master's research is configured as a work in the field of Geographical Thought which focus the affinity geography and religion and it is suggested in the subfield of cultural geography: geography of religion. For this, as a methodology, the exploratory bibliographic research was used. Its central purpose is to understand the dynamics of the development of geography and its respective connection with religion, in addition to emphasizing the practices of religious intolerance that are based on Eurocentric values. One of the greatest challenges today is religious freedom, what leads us torequiring recourse to the Constitution and other agreements to maintain order in an increasingly plural environment, which faces disrespect to practitioners of a religion other than the one held by the majority. Based on the acknowledged advance in the number of adherents of neo-Pentecostal religions, cases of religious intolerance against the followers of Afro-Brazilian religions have grown considerably. We will associate all these issues of intolerance to geography, seeking in this way a greater participation of this in the subjects related to religion. Interdisciplinarity is the means by which geography cooperates for religious teaching.In order for interdisciplinarity to be consolidated in the school space, it is necessary that education be directed to the mutual influence between the different disciplines, in a procedure of opinions dialogue, harmony of principles, themes, methods and purposes, with the intention of planning and coordinate the process of structuring knowledge. Finally, we will present the geography and its relation with religious themes, and analyze how geography focuses on cultural diversity, as well as address issues of religious conflicts that have cultural foundations. Understanding how to think of space as an environment of conflicts is pertinent to discipline, as they are highlighted themes in contemporary society, exposing the diversity of spatial links from the point of view of culture and religion. The cases of intolerance carried out by the Neo-Pentecostals will be focused as they target on those of the Afro-Brazilian religions, especially those performed by the Universal Church of God’s Kingdom. The importance of this proposal is to understand the need to study these themes in school geography, especially presenting the topic of ethnic-racial relations for discussion, interested in providing an understanding of the different religions and the importance that each of them exerts on their believers, thus fighting religious intolerance.
Keywords: Geografia da Religião. Intolerância Religiosa. Interdisciplinaridade. Religiões afro-brasileiras. Neopentecostais.
Geography of Religion. Religious intolerance. Interdisciplinarity. Afro-Brazilian religions. Neopentecostals.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: BERGER, Peter L. Os múltiplos altares da modernidade rumo a um paradigma da religião numa época pluralista. Petrópolis: Editora Vozes, 2017. ______. Rumor de Anjos: a sociedade moderna e a redescoberta do sobrenatural. Petrópolis: Vozes, 1997. BORGES, Luzineide Miranda; CAPUTO, Stela Guedes; OLIVEIRA, Raimundo Nunes. A organização geográfica do terreiro de Candomblé contribuindo para ensino da Geografia. Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade, Salvador, v. 5, n. 2, p. 79-94, 2016. Disponível em: <https://portalseer.ufba.br/index.php/entreideias/article/view/15043>. Acesso em: 17 maio. 2017. BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2007. BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei nº 9394/96. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 14 out. 2017. ______. Ministério da Educação. Lei nº 9475, de 22 de julho de 1997. Disponível em: <http://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/127108/lei-9475-97>. Acesso em: 27 jan. 2014. ______. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília, 1999. BÜTTNER, M. et al. Geographia Religionum. Interdisziplinãre Schriftenreihe zur Religionsgeographie. Band 1. Berlim: Dietrich Reimer Verlag. 1985. CAMARGO, José C. G e REIS JR, Dante F. da C. Considerações a respeito da Geografia neopositivista no Brasil. Geografia, UNESP, Rio Claro, v. 29, n. 3, p. 355-382, 2004. Disponível em: <http://repositorio.bce.unb.br/bitstream/10482/5917/1/ARTIGO_ConsideracoesGeogra fiaNeopositivista.pdf>. Acesso em: 5 set. 2017. CAMURÇA, Marcelo Ayres. Ciência da Religião, Ciências da Religião, Ciências das Religiões? Observações de um antropólogo a partir da experiência no corpo docente de um programa de pós-graduação na área. In: TEIXEIRA, FAUSTINO (Org.). A(s) Ciência(s) da Religião no Brasil: Afirmação de uma área acadêmica. São Paulo: Paulinas, 2001. p. 197-232. CAPUTO, Stela Guedes. Educação em terreiros de Candomblé: contribuições para uma educação multicultural crítica. In: CANDAU, V.M. (Org.). Educação intercultural e cotidiano escolar. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2006. p. 181-207. CARON, Lurdes. “Experiência Religiosa numa Proposta Ecumênica de Educação Religiosa Escolar”. In: FABRI DOS ANJOS, Márcio (Org.). Sob o fogo do espírito. São Paulo: Paulinas, 1998. p. 261-287. CLAVAL, Paul. A contribuição francesa ao desenvolvimento da abordagem cultural na geografia. In: CORREA, R.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Introdução à geografia cultural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 147-166. ______. O papel da nova Geografia Cultural na compreensão da ação humana. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Orgs.). Matrizes da geografia cultural. Rio de Janeiro: UERJ, 2001. p. 35-86. COELHO, Elisângela Madeira. O Ensino Religioso no currículo escolar. In: BRANDENBURG, L. E.; KLEIN, R.; REBLIN, I. A.; STRECK, G. I. W.; COELHO, E. M. (Orgs.) . Ensino Religioso e Docência e(m) Formação. São Leopoldo - RS: Editora Sinodal, 2013. p. 152-181. CORRÊA, R. L. Carl Sauer e a Escola de Berkeley: uma apreciação. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Orgs.). Matrizes da geografia cultural. Rio de Janeiro: UERJ, 2001. p. 9-34. CORREA, R.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Geografia Cultural: introduzindo a temática, os textos e uma agenda. In: _________ Introdução à geografia cultural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 9-18. ______. Introdução à geografia cultural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. CORRÊA, Roberto Lobato. Territorialidade e Corporação: um exemplo. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia Aparecida de; SILVEIRA, Maria Laura. (Org). Território: globalização e fragmentação. 2. ed. São Paulo: HUCITEC-ANPUR, 1996, p. 251-256. ______. Trajetórias geográficas. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. 304 p. COULANGES, F. A cidade antiga. Lisboa: Clássica Editora, 1988. DARDEL, Eric. O homem e a terra: natureza da realidade geográfica. São Paulo: Perspectiva, 2011. DARTIGUES, André: O que é a fenomenologia. Rio de Janeiro: Eldorado, 1973, 163 p. DEFFONTAINES, Pierre. Gèographie et religions. Paris: Gallimard, 1948. DELORS, Jacques. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. São Paulo: Cortez, 1999. DREHER, Luís Henrique. Ciência(s) da Religião. Teoria e pós-graduação no Brasil. In. TEIXEIRA, Faustino (Org.). A(s) Ciência(s) da Religião no Brasil: a afirmação de uma área acadêmica. São Paulo: Paulinas, 2001. p. 151-178. DUCAN, James S. O supra-orgânico na Geografia cultural Americana. In: CORREA, R.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Introdução à geografia cultural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 63-102. DÜRKHEIM, Émile. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Martins Fontes, 1996. ECO, Umberto. Cinco escritos morais. Rio de Janeiro: Record, 1998. ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano: a essência das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 1992. ______. Tratado de história das religiões. Lisboa: Cosmos, 1977. FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: um projeto em parceria. São Paulo: Loyola, 1991. ______. A integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia? São Paulo: Loyola, 1992. ______. Novos enfoques da pesquisa educacional. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001. ______. O que é interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2008. FICKELER, Paul. Questões Fundamentais na Geografia da Religião. Espaço e Cultura, UERJ, RJ, n. 7, p. 7-36, 1999 [1947]. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/espacoecultura/article/view/6988>. Acesso em: 12 abr. 2017. FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. Ensino religioso, perspectivas pedagógicas. Petrópolis: Vozes, 1995. FORUM NACIONAL PERMANENTE DO ENSINO RELIGIOSO - FONAPER. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Religioso. 9.ed. São Paulo: Mundo Mirim, 2009. FRANÇA, Maria Cecília. Pequenos centros paulistas de função religiosa. 1972. Tese (Doutorado). Departamento de Geografia da USP, São Paulo, 1972. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996. ______. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013. GIDDENS, Anthony. As consequências da Modernidade, São Paulo: UNESP, 1991. ______. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002. GIL FILHO, S. F.; GIL, A. M. Identidade Religiosa e Territorialidade do Sagrado. Notas para a Teoria do Fato Religioso. In: CORREA, R.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Religião, identidade e território. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001. p. 39-55. GIL FILHO, S. F. Geografia da Religião: reconstrução teórica sob o idealismo crítico. In: I COLÓQUIO NACIONAL DO NÚCLEO DE ESTUDO EM ESPAÇO E REPRESENTAÇÕES – NEER, Curitiba. Anais IV Colóquio Nacional do Núcleo de Estudo em Espaço e Representações. Curitiba: UFPR-NEER, n.1, v. 6, 2004. p. 1-5. Disponível em: <http://www.neer.com.br/anais/NEER-1/mesas/sylvio-gil.pdf>. Acesso em: 8 out. 2017. GIL FILHO, Sylvio Fausto. Espaço sagrado: estudos em geografia da religião. Curitiba: IBPEX, 2008. _______. Geografia da Religião: reconstruções teóricas sob o idealismo crítico. In: KOZEL, S.; SILVA, J. C.; GIL FILHO, S. F. (Orgs.). Da percepção e cognição à representação: reconstruções teóricas da geografia cultural e humanista. São Paulo: Terceira Imagem; Curitiba: NEER, 2007. p. 207-222. _______. Por uma geografia do sagrado. Revista RA'E GA (UFPR), Curitiba, v. 5, p. 67- 78, 2001. Disponível em: <http://revistas.ufpr.br/raega/article/view/18316>. Acesso em: 12 mai. 2017. GUERRIERO, Silas. Novos movimentos religiosos: o quadro brasileiro. São Paulo: Paulinas, 2006. HERVIEU-LÉGER, Danièle. O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008. HERVIEU-LÉGER, Danièle; CHAMPION, Françoise. Vers un noveau christianisme? Introduction à la sociologie du christianisme occidental. Paris: Cerf, 2008. HOLZER, Werther. O método fenomenológico: o humanismo e a construção de uma nova geografia. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Orgs.). Temas e caminhos da Geografia Cultural. Rio de Janeiro: UERJ, 2010. p. 37- 72. HOLZER, Werther. Uma discussão fenomenológica sobre os conceitos de paisagem e lugar, território e meio ambiente. Revista TERRITÓRIO, ano II, n. 3, p. 77-85, 1997. Disponível em: <http://www.revistaterritorio.com.br/pdf/03_6_holzer.pdf>. Acesso em: 12 out. 2017. JAPIASSÚ, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976. LOPES, Patricia Frangelli Bugallo. Estudando um subcampo intelectual acadêmico: a geografia da religião no Brasil (1989-2009). 2010. 122f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1438. Acesso em: 26 mai. 2017. LÜCK, H. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Vozes, 1994. 92 p. MACHADO, Mônica Sampaio. A territorialidade pentecostal: um estudo de caso em Niterói. Revista Brasileira de Geografia, n. 56 (1/4), p. 135-164, 1994. p. 158. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/espacoecultura/article/view/6773>. Acesso em: 16 mar. 2017. MARRAMAO, Giacomo. Céu e terra: genealogia da secularização. São Paulo: Unesp, 1997. MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000. ______. O método II: a vida da vida. Portugal: Publicações Europa-América, 1980. ______. Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2000. OLIVA, Margarida. O diabo no “Reino de Deus”: por que proliferam as seitas? São Paulo: Musa, 1997. 175p. OLIVEIRA, Hélio Carlos Miranda de. Espaço e religião, sagrado e profano: uma contribuição para a geografia da religião do movimento pentecostal. Caderno Prudentino de Geografia, n. 34, v. 2, p. 135-161, 2012. Disponível em: <http://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/article/viewFile/2036/2291>. Acesso em: 22 jul. 2017. OLIVEIRA, Lílian Blanck et al. Ensino religioso no ensino fundamental. São Paulo: Cortez, 2007. ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA - UNESCO. Declaração de princípios sobre a tolerância. Paris, 1995. Disponível em: www.dhnet.org.br/direitos/sip/onu/paz/dec95.htm. Acesso em: 8 fev. 2017. ORO, Ari Pedro. Intolerância religiosa iurdiana e reações afro no Rio Grande do Sul. In: SILVA, Vagner Gonçalves da (Org.). Intolerância religiosa: impactos do neopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro. São Paulo: Edusp, 2007. p. 29-70. OTTO, Rudolf. O sagrado: os aspectos irracionais na noção do divino e sua relação com o racional. São Leopoldo: Sinodal, 2007. PASSOS, João Décio. Ensino Religioso: construção de uma proposta. São Paulo: Editora Paulinas, 2007. ______. Ensino Religioso: mediações epistemológicas e finalidades pedagógicas. In: SENA, L. (Org.). Ensino Religioso e formação docente. São Paulo: Paulinas, 2006, p. 21-45. PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS. Bancada atual por partidos. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/deputados/pesquisa/bancadas/bancada-atual>. Acesso em: 30 abr. 2017. PORTO-GONÇALVES, C. W. De saberes e de territórios: diversidade e emancipação a partir da experiência Latino-Americana. GEOgrafias. Ano VIII, n. 16, p. 37-52, 2006. Disponível em: <http://www.posgeo.uff.br/sites/default/files/texto_carlos_walter.pdf>. Acesso em: 11 jul. 2017. PRÉVE, Orlandina da Silva Damian. A participação do boletim geográfico do IBGE na produção da metodologia do ensino da Geografia. 1988. 326f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=26903>. Acesso em: 17 abr. 2017. REIMER, H. Liberdade religiosa na história e nas Constituições do Brasil. São Leopoldo: Oikos, 2013. ROCHA. Lurdes Bertol. Fenomenologia, Semiótica e Geografia da Percepção: Alternativas para analisar o espaço geográfico. Revista da Casa da Geografia de Sobral. v. 4/5, p. 67-79. 2002/2003. Disponível em: <http://www.uvanet.br/rcgs/index.php/RCGS/article/view/79>. Acesso em: 28 jul. 2017. ROSENDAHL, Z. Espaço e religião: uma abordagem geográfica. Rio de Janeiro: UERJ, NEPEC, 1996. _______. Porto das Caixas: Espaço Sagrado da Baixada Fluminense. 1994. 250 f. São Paulo. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 1994. Disponível em: <http://repository.usp.br/single.php?_id=000739839>. Acesso em: 12 jul. 2017. _______. Território e territorialidade: uma perspectiva geográfica para o estudo da religião. In: X ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, São Paulo. Anais do X encontro de geógrafos da América Latina. São Paulo: Edusp, 2005. p. 12928-12942. Disponível em: <http://www.observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal10/Geografiasocioeconomica/Geografiacultural/38.pdf>. Acesso em: 12 abr. 2017. SANCHEZ, Wagner Lopes. Pluralismo religioso: as religiões no mundo atual. São Paulo: Paulinas, 2005. SANTOS, Renato Emerson dos. Diversidade, espaço e relações étnico-raciais: o negro no ensino de Geografia. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. _______. Sobre espacialidades das relações raciais: raça, racialidade e racismo no espaço urbano, Questões urbanas e racismo: sobre espacialidades das relações raciais. Petrópolis, RJ: ABPN, 2012. p. 36-66. SCUSSEL, Marcos André. O desenvolvimento de competências no Ensino Religioso e a formação para a cidadania. In: BRANDENBURG, L. E. ; KLEIN, R. ; REBLIN, I. A.; STRECK, G. I. W.Streck ; COELHO, E. M. (Org.) . Ensino Religioso e Docência e(m) Formação. São Leopoldo - RS: Editora Sinodal, 2013. p. 25-43. SILVA, Alex Sandro da; GIL FILHO, Sylvio Fausto. Geografia da Religião a partir das formas simbólicas em Ernst Cassirer: um estudo da Igreja Internacional da Graça de Deus no Brasil. REVER - Revista de Estudos da Religião, São Paulo, v.2, n. 9, p. 73-91. 2009. Disponível em: <http://www.pucsp.br/rever/rv2_2009/t_silva.pdf>. Acesso em: 11 jan. 2017. SILVA, Clemildo Anacleto; RIBEIRO, Mario Bueno. Intolerância religiosa e direitos humanos: mapeamentos de intolerância. Porto Alegre: Sulina/Editora Universitária Metodista, 2007. SILVA, Joseli Maria. Geografias subversivas: discursos sobre espaço, gênero e sexualidades. Ponta Grossa: Todapalavra, 2009. SILVA, Vagner Gonçalves da. Intolerância religiosa: impactos do neopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro. São Paulo: Edusp, 2007. _______. Neopentecostalismo e religiões afro-brasileiras: Significados do ataque aos símbolos da herança religiosa africana no Brasil contemporâneo. Maná: Estudos de Antropologia Social, v. 13, n. 1, p. 207-236, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/mana/v13n1/a08v13n1.pdf>. Acesso em: 17 out. 2017. SOPHER, David. Geographie of Religions. Londres: Englewood Cliffs, 1967. SORRE, Maximilien. Rencontres de la géographie et de la sociologie. Paris: Marcel Rivière, 1957. VESENTINI, J.W. Ensaios de geografia crítica: história, epistemologia e (geo). São Paulo: Plêiade, 2009. Disponível em: <http://www.geocritica.com.br/Arquivos%20PDF/Ensaios%20de%20Geografia%20Cr%C3%ADtica.pdf>. Acesso em: 8 maio 2017. _______. O método e a práxis (notas polêmicas sobre geografia tradicional e geografia crítica) Terra Livre. v.1, n. 2, p. 59-90, 1987. Disponível em: http://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/terralivre/article/download/44/37. Acesso em: 11 fev. 2017. XAVIER, Paula Martins; FAGUNDES Gustavo Henrique Godoy. Ensino Religioso: a tolerância e a intolerância na sala de aula. In: ENCONTRO NACIONAL DO GT HISTÓRIA DAS RELIGIÕES E DAS RELIGIOSIDADES – ANPUH, v. III, n. 9, p 1-7, 2011, Maringá. Anais do III encontro nacional do gt história das religiões e das religiosidades. Maringá: ANPUH, 2011. p 1-7. Disponível em: <http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/pub.html>. Acesso em: 27 jul. 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/42
Issue Date: 7-Dec-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Murilo Silva Santos.pdfDissertação - Murilo Silva Santos5,63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.