Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/210
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A PEDAGÓGICA, A ERÓTICA, A POLÍTICA E ARQUEOLÓGICA COMO PRÁTICA DE UMA ESPIRITUALIDADE BASEADA NO PENSAMENTO DE ENRIQUE DUSSEL. VITÓRIA – ES 2013
metadata.dc.creator: SANTA CLARA, NILTON DA SILVA SANTA CLARA
metadata.dc.contributor.advisor1: Rosa, Wanderley Pereira da
metadata.dc.contributor.referee1: Nunes, Antonio Vidal
metadata.dc.contributor.referee2: Filho, Jose Adriano
metadata.dc.contributor.referee3: Rosa, Wanderley Pereira da
metadata.dc.description.resumo: O pensamento religioso de Dussel e o pensamento filosófico são correlatos. Há uma simbiose entre essas duas formas de pensar. Embora sejam áreas distintas há uma forte relação fundamental entre as duas. Ambas são independentes com uma forte dependência da fundamentação teórica que Dussel trouxe dos pensadores judeus. Assim podemos dizer que o filósofo da libertação que procura um novo horizonte linear político é correlato ao profeta que anuncia um novo reino de justiça e denuncia um deus opressor. Um sistema político em-si-mesmo que nega a alteridade fazendo-se absoluto é correlato ao fetiche de um deus que exige sacrifícios humanos para manter seu status quo. Ambos têm um olhar distinto para o mesmo fenômeno, porém com o mesmo objetivo. Esse trabalho afirma que a prática do filosofo libertário e do profeta são idênticas, com um único objetivo: a libertação. A dialética é a prática da religião supraestrutural ou do sistema totalitário e a analética será a prática da religião infraestrutural ou do sistema da exterioridade. Nossa contribuição será propor uma espiritualidade laica baseada nas categorias dusselianas.
Abstract: Dussel‟s religious thought and philosophical thought are closely related. There is a symbiosis between these two thoughts. Although they belong to distinct areas there is a strong fundamental relation between the two of them. Although they are independent, bolth are very dependent of the that Dussel brought from jewish thinkers. Thus we can say that the philosopher of liberation who seeks a new political linear horizon correlates with the prophet who announces a new reign of justice and denounces an opressor god. A political system in-itself which is absolute and denies alterity is correlative to the fetish of a god who demands human sacrifices to maintain its status quo. Both have a distinct point of view for the same phenomenon, with the same goal . This paper assures that the practice of the libertarian philosopher and the prophet are identical, with a single objective: the liberation. The dialectics is the practice of a superstructural religion or a totalitarian system, and the analetics is the practice of an infrastructural religion or system of exteriority. Our contribution is to propose a secular spirituality based on dusselian categories.
Keywords: ética, dialética e analética.
Ethical, dialectical e analectical
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: ALVES, C. M. Ética da libertação: a vítima na perspectiva dusseliana. 2005. Dissertação de Mestrado em Filosofia. São Paulo: PUC-SP, 2005 ALVES, Rubem. Da Esperança. Campinas: Papirus, 1987. ____. (2005), Religião e Repressão. São Paulo: Loyola-Teológica. BÍBLIA DE ESTUDO DE GENEBRA – Editora Cultura Cristã, 1999. CINTRA, Benedito Eliseu Leite. Paulo Freire entre o grego e o semita. Educação: filosofia e comunhão. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1998. COBLIN, José. O Espírito Santo e a Libertação. Petrópolis: Vozes, 1987. DAL‟PUPO, E. C. A “pedagógica” de Enrique Dussel: elementos comparativos com Paulo Freire. 2005. Dissertação de Mestrado em Filosofia. São Paulo: PUC, 2005. DUSSEL, Enrique. Filosofia da libertação. SP, Loyola, 1982. ____. Caminhos da Libertação Latinoamericana. 4vol, SP, Paulinas, 1985 ____. Ética Comunitária. Petrópolis.Vozes, 1986. ____. 1942: O encobrimento do Outro. Petrópolis, Vozes, 1993. ____. Ética da Libertação – na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis. Vozes, 2000. ____. Para uma Ética da Libertação Latino-americana. Vol. III SP, Loyola,1980 ____. Método Para Uma Filosofia da Libertação Latinoamericana.5 vol, SP,loyola,1980 ____. Filosofia da libertação – crítica á ideologia da exclusão.SP.PAULUS, 1995. ____. Filosofía ética latinoamericana V. Arqueológica latinoamericana: una filosofía de la religión antifetichista,Universidad Santo Tomás, Bogotá, 1980. ____. Oito Ensaios Sobre Cultura Latinoamericana e libertação.SP, Paulinas, 1977. ____. El humanismo helênico. Buenos Aires: Editoria Eudeba, 1969. ____. El dualismo em la antropologia de la cristiandad. Buenos Aires. Editora Guadalupe, 1974 ____. Las metáforas teológicas de Marx, Navarra, Editorial Verbo Divino, 1993. 106 FORNET-BETANCOURT, R. Problemas atuais da filosofia na hispano-américa. São Leopoldo: Unisinos, 1993. JAPIASSÚ, Hilton & MARCONDES. Danilo .Dicionário Básico de Filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996. LAS CASAS, Bartolomé de. O paraíso destruído: brevíssima relação da destruição das Índias. 6ª ed. Porto Alegre: L&PM, 1996. BOFF, Leonardo. O rosto materno de Deus: ensaio interdisciplinar sobre o feminino e suas formas religiosas . 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1995. FERRY, LUC. Aprender a Viver :Filosofia para os novos tempos. Tradução: Vera Lucia dos Reis. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007. ____. A revolução do amor: por uma espiritualidade laica. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012 MATOS, H. A. Uma introdução à Filosofia da Libertação latino-americana de Enrique Dussel. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Metodista de São Paulo, SP, 2008. . NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm ASSIM FALAVA ZARATUSTRA: Um livro para todos e para ninguém. Tradução Ciro Mioranza Ed. Escala. São Paulo. SP. Coleção Grandes Obras do Pensamento Universa, 2005. ____. Gaia Ciência. São Paulo: Ed. Hemus, 2002 ____. Ecce Homo: Como Alguém se Torna o que é. São Paulo: Companhia das Letras, 2001 PEDROSO, E. A. Alteridade e libertação: sobre a condição de ser sujeito em Enrique Dussel. 2006. Dissertação de Mestrado em Filosofia. São Paulo: PUC, 2006. PAULO.F, Pedagogia do oprimido. 17.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. PLATÃO. Apologia de Sócrates. São Paulo: Nova Cultural, 1999. PLATÃO. Fedro. Tradução de Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora Universitária UFPA, 1975. PINHEIRO, Jorge. Teologia e Política: Paul, Enrique Dussel e a experiência Brasileira. São Paulo. Fonte Editorial, 2006. STERMIERI, M. El caminante: la filosofia della liberazione di Enrique Dussel. Tese de doutorado em História do pensamento político contemporâneo. Bolonha: Universidá di Bologna, 2003. 107 SCHIMIDT, Mario. Nova Historia Critica do Brasil. 500 anos de Histórias malcontadas. SP, Ed. Nova Geração. 1997. SALES, Omar Lucas Perrout Fortes. Ética da libertação de Enrique Dussel:Implicações sobre a globalização atual e a fé cristã. Dissertação de mestrado em teologia. Belo Horizonte: FAJE, 2006. RIBEIRO, Osvaldo Luiz. Esboços de teologia crítica: reflexões no caminho da superação da teologia clássica. São Paulo. Fonte editorial, 2013. SPONVILLE, André Comte. Pequeno Tratado das Grandes Virtudes Ed. Martins Fontes, São Paulo, 2007. SOLARI, Enzo. Sobre la filosofía de la religión en América latina. San Salvador, 2004. ZABATIERO, Júlio. Para uma teologia pública. SP. Fonte Editorial. 2012 ZIMMERMANN, Roque. América Latina o Não Ser. Petrópolis. Vozes. 1987.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/210
Issue Date: 20-Jun-2011
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Nilton da Silva Santa Clara.pdfDissertação - Nilton da Silva Santa Clara794,16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.