Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/17
metadata.dc.type: Dissertação
Title: MONOPÓLIO RELIGIOSO NA CAPELANIA MILITAR BRASILEIRA: UMA ANÁLISE A PARTIR DE JÜRGEN HABERMAS
metadata.dc.creator: LAGES, BRAYAN DE SOUZA
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Francisco de Assis Souza
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, David Mesquiati de
metadata.dc.contributor.referee2: Nunes, Antonio Vidal
metadata.dc.contributor.referee3: Santos, Francisco de Assis de Souza
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação tem por objetivo apresentar uma análise do monopólio religioso na capelania militar brasileira. O principal autor norteador dos arcabouços teóricos é Jürgen Habermas, utilizando as suas teorias a respeito da ação comunicativa, secularização, cidadania, o papel social da religião na esfera pública e o conceito de pós-secularismo, foi possível demonstrar a existência de um monopólio e apresentar uma proposta de solução democrática para esse imbróglio. O militarismo brasileiro representa o Estado em seu poder executivo, sendo assim, ele não pode apresentar-se como uma instituição que não respeita as atuais diretrizes legislativas a respeito da laicidade do Estado e o direito de assistência religiosa a todo o cidadão que participe de internação coletiva, seja em ambiente civil ou militar, nem tão pouco pode ser norteado por diretrizes religiosas excludentes do princípio isonômico do Estado democrático de direito, impedindo que outros oficiantes religiosos possam exercer a função de oficial capelão, já que existem militares além da religião cristã, que apresenta-se como a dominante. A metodologia utilizada na pesquisa é a bibliográfica. No percurso, buscou-se apesentar a construção mítica do capelão na esfera pública, as influências da religião no militarismo brasileiro e, por fim, as consequências para a sociedade pós-secular. Após a pesquisa, observou-se que o modelo de assistência religiosa brasileiro é excludente, senso assim, ele não consegue abrigar todas as religiões, somente o cristianismo católico e o protestante.
Abstract: The present dissertation aims to present an analysis of the religious monopoly in Brazilian military chaplaincy. The main guiding author of the theoretical frameworks is Jürgen Habermas, using his theories on communicative action, secularization, citizenship, the social role of religion in the public sphere and the concept of post-secularism, it was possible to demonstrate the existence of a monopoly and proposal for a democratic solution to this imbroglio. Brazilian militarism represents the State in its executive power, and thus, it can not present itself as an institution that does not respect the current legislative guidelines regarding the laity of the State and the right of religious assistance to every citizen who participates in hospitalization whether in a civil or military environment, nor can it be guided by religious guidelines that exclude the democratic principle of the democratic State of law, preventing other religious officiants from exercising the function of official chaplain, since there are military personnel beyond the Christian religion, which presents itself as the dominant one. The methodology used in the research is the bibliographical one. In the course of this study, we sought to present the mythical construction of the chaplain in the public sphere, the influences of religion on Brazilian militarism, and, finally, the consequences for post-secular society. After the research, it was observed that the model of Brazilian religious assistance is exclusive, a sense that he can not shelter all religions, only Catholic and Protestant Christianity.
Keywords: Militarismo, Religião, Estado, Diálogo, Assistência Religiosa
Militarism, Religion, State, Dialogue, Religious Assistance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: ALONSO, Seawright Leandro. As memórias da capelania militar e o Serviço de Assistência Religiosa do Exército Brasileiro: história, (in) tolerância e chefia castrense. Horizonte, Belo Horizonte, v. 12, n 44, p. 1589-1618, 2016. ALVES, Rubem Azevedo. O enigma da religião. Campinas: Papirus, 1988. ARQUIDIOCESE MILITAR DO BRASIL. Ordinariado militar do Brasil. Disponível em: <http://www.arquidiocese militar.org.br/historia>. Acesso em: 15 jan. 2017. BÍBLIA. Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2011. BRAGHIROLLI, Elaine Maria. et al. Psicologia geral. Petrópolis: Vozes, 2010. BRANCO, Manoel Thomaz Castelo. O Brasil na II Grande Guerra. Rio de Janeiro: BIBLEx, 1960. BRASIL, Constituição (1998). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico. 1988. BRASIL. DECRETO 119-A, de 01 de janeiro de 1990. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1851-1899/d119-a.htm>. Acesso em: 1 jan. 2016. BRASIL. Decreto nº 849, de 25 de junho de 1993. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF: Senado, 1993. Disponível em: <http:// http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/D0849.htm>. Acesso em: 12 set. 2016. BRASIL, EXÉRCITO. PORTARIA nº 254/2011 de 30 de junho. Regulamento de Uniformes dos Militares do Exército. Brasília: Exército Brasileiro. Disponível em: <http://www.exercito.pt/galeria/Downloads/Portar ia%20254_2011%20-%20RUE.pdf>. Acesso em: 12 out. 2016. BRASIL, IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gobr/visualizacao/periodicos/94/cd_2010religiao_deficiencia.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2017. BRASIL. Lei nº 6.923, de 29 de junho de 1981. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF: Senado, 1981. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6923compilado.htm>. Acesso em: 1 set. 2016. BRASIL. Medalhas militares do Brasil. Disponível em: < http://www.medalhasmilitaresdobra sil.com.b r/rep ublica/i n dex.html>. Acesso em: 18 out. 2016. BRESSIANI, Nathalie. Entre Sistema e Mundo da Vida: Teoria Social e Diagnóstico de Patologias Sociais em Jürgen Habermas. In: SCHMIDT, Rainer; PINZANI, Alessandro. (Org.). Um pensamento interdisciplinar: Ensaios sobre Habermas. 1ed. Florianópolis: Nefiponline, 2016. CAIRNS, E. E. O Cristianismo Através dos Séculos: uma história da igreja cristã. São Paulo: Vida Nova, 1988. CARNEIRO, Orlando Luiz. Justiça garante mulheres em concurso para capelães da Marinha. Jornal do Brasil. Disponível em: <http://www.jb.com.br/pais/noticias/2013/06/21/justica-garante-mulheres-em-concurso-para-capelaes-da-marinha/>. Acesso em: 15 dez. 2016. CASANOVA, José. Public religions in the morden world. Chicago: University of Chicago Press, 1994. CASTRO, C. O Espírito Militar: Um estudo de antropologia social na Academia Militar das Agulhas Negras. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990. CAVALIERI, Edebrande. Abordagem fenomenológica da religião, In: RIBEIRO, Osvaldo Luiz; ROSA, Wanderley Pereira (Orgs.). Religião e sociedade pós-secular. Santo André: UNIDA, 2014. CHAMPLIN, R. N.; BENTES, J. M. Enciclopédia de bíblia, teologia e filosofia. Vol. 2. São Paulo: Candeia, 1999. CME. Cruzada dos Militares Espíritas. Disponível em: <http://www.cme.org.br/quemsom os>. Acesso em: 08 jan. 2017. COMBLIN, José. O neoliberalismo: ideologia dominante na virada do século. 2. ed. Petrópolis: Vozes. 2000. COSTA, Sergio. Esfera pública, e as mediações entre cultura e política: para uma leitura sociológica da democracia. Revista Travessias, Rio de janeiro, n. 1, 2000. DCPG, Departamento de Bens Culturais da Igreja. Vida de São Martinho de Tours. Porto: DCPG. Disponível em: <http://www.bcdp.org/v2/images/documentos/s.%20martinho.pdf>. Acesso em: 09 jun. 2016. DECRETO. Lei n.º 6.535, de 26 de maio 1944. ELIADE, Mircea. Tratado de História das Religiões. Lisboa: Asa, 1997. EXÉRCITO. Culto ecumênico em celebração a páscoa dos militares. Disponível em: <http://www.6csm.eb.mil. br/index.php/ultimas-noticias/129-culto-ecumenico-em-celebracao-a-pascoa-dos-militares>. Acesso em: 20 jan. 2017. EXÉRCITO. Exército nomeia pela primeira vez uma mulher como Comandante de Organização Militar Operacional. Disponível em: <http://www.cml.eb.mil.br/ultimas-noticias/313-exercito-nomeia-pela-primeira-vez-uma-mulher-como-comandante-de-om-operacional>. Acesso em >. Acesso em: 15 jan. 2017. EXÉRCITO. Oração do paraquedista. Disponível em: <http://www.sgex.eb.mil.br/index.php/oracoes/134-oracao-do-paraquedista>. Acesso em: 20 jan. 2017. EXÉRCITO. Oração do soldado do Exército brasileiro. Disponível em: <http://www.sgex.eb.mil.br/index.php/oracoes/139-oracao-do-soldado-do-exercito-brasileiro>. Acesso em: 20 jan. 2017. EXÉRCITO. Serviço de Assistência Religiosa do Exército. Disponível em: <http://sarex.dgp.eb.mil.br/index. php/historico>. Acesso em: 18 out. 2016. FRAAS, Hans Jürgen. A religiosidade Humana: compêndio de psicologia da religião. Tradução Ilson Kayser e Wener Fuchs. São Leopoldo: Sinodal, 1997. GONÇALVES, Salin Augusta Maria. Teoria da ação comunicativa de Habermas: possibilidades de uma ação educativa de cunho interdisciplinar na escola. Educação & Sociedade, ano XX, n 66, p. 125-140, 1999. GONZALES, L. Justo. História ilustrada do cristianismo. 2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2011.1 v. G1. De cada 10 brasileiros, 8 dizem ser religiosos, diz pesquisa internacional. Disponível em: <http://glo.bo/1HsYhLE>. Acesso em: 8 mar. 2017. HABERMAS, Jürgen. Agir Comunicativo e Razão Destranscendentalizada. Tradução Lucia Aragão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2012b. _______, Jürgen. Consciência moral e agir comunicativo. 2. ed. tradução de Guido A. de Almeida. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003. _______, Jürgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003b. 2 v. _______, Jürgen. Entre naturalismo e Religião: estudos filosóficos. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2007. _______, Jürgen. Fé e Saber. Tradução de Fernando Costa Mattos. São Paulo: Unesp, 2013. _______, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de janeiro: Tempo brasileiro, 2003a. _______, Jürgen. Teoria do Agir Comunicativo: Racionalidade da ação e racionalidade social. Tradução de Paulo Astor Soethe. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012a. 2 v. _______, Jürgen. Teoria do Agir Comunicativo: Sobre a crítica da razão funcionalista. Tradução de Paulo Flávio Beno Siebeneichler. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012c. 2 v. HABERMAS, J., RATZINGER, J. Dialética da Secularização: Sobre a razão e religião. São Paulo: Ideia e letras, 2013. JOHNSON, Paul. História do cristianismo. Rio de Janeiro: IMAGO, 2001. KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. In: Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1999. KANT, Immanuel. Ideia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. In: Grandes nomes do pensamento. São Paulo: Folha de São Paulo, 2015. LIMA, Rogério de Carvalho. Apostolado heroico: a atuação do serviço de assistência religiosa do exército brasileiro, no teatro de operações da Itália no período de 1944 a 1945. 2005. 99 f. Monografia – Trabalho de conclusão de curso de graduação em história, Instituto de filosofia e ciências sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2005. LONGHI, Armindo José. A ação educativa na perspectiva da teoria do agir comunicativo de Jürgen Habermas: uma abordagem reflexiva. 2005. 173 f. Tese (Doutorado). Universidade Estadual de Campinas. Campinas, São Paulo, 2005. LOSEKANN, Cristiana. A esfera pública habermasiana, seus principais críticos e as possibilidades do uso deste conceito no contexto brasileiro. Pensamento Plural, Pelotas. v. 4, p. 37-57, 2009. LUCHI, José Pedro. O lugar das religiões numa sociedade pós-secular: discussão da perspectiva de J. Habermas, In: Osvaldo Luiz Ribeiro; Wanderley Pereira Rosa (Org.). Religião e sociedade pós-secular. Santo André: UNIDA, 2014. MACHADO, Fernanda. Cruzadas: Igreja promove expedições militares para conquistar Jerusalém: Pedagogia e educação UOL. 2005. Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/cruzadas-igreja-promove-exoedicoes-militares-para-conquistar-jerusalem.htm> Acesso em: 10 abr. 2016. MACHADO, José Pedro apud ALMEIDA, Coelho Marcelo. A religião na Caserna: O Papel do Capelão Militar. 2007. 103 f. Dissertação (Mestrado) – Trabalho de conclusão de curso de Ciências da Religião, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007. MARTINS, Miguel. As manifestações de junho nos deram coragem. A Gazeta do Povo. Disponível em: <http://www.cartacapital.com.br/sociedade/201cforam-as-manifestacoes-de-junho-que-nos-deram-coragem2 01d-7601.html>. Acesso em: 10 fev. 2017. MARX, Karl. Contribución a la crítica a la filosofia de la derecho de Hegel. In: ASSMAN, Hugo & MATE, Reyes (Orgs.). Sobre la religión I (K. Marx y F. Engels). Salamanca: Sígueme, 1974. MEDEIROS, M. Alexsandro. Jürgen Habermas. Disponível em: <http://www.portalconscienciapolitica.com.br/filosofia-politica/filosofia-contempor%C3% A2nea/escola-de-frankfurt/habermas/>. Acesso em: 07 jan. 2017. MOARES, Eugênio Vilhena. O Duque de Ferro. In Guilherme de Andrea Frota e Luíz Paulo Macedo Carvalho. Rio de Janeiro: BIBLEx, 2003. MORAES, Maurício. Defesa admite rever lei que dá margem à punição de gays nas Forças Armadas. Disponível em: <http://noticias.r7.com/brasil/noticias/defesa-admite-rever-lei-que-da-margem-a-punicao-de-gays-nas-forcas-armadas-20100204.html>. Acesso em: 20 jan. 2017. NADAI, Elza; NEVES, Joana. História do Brasil: da colônia a república. São Paulo: Saraiva, 1991. OLIVEIRA, Davi Marco. A religião mais negra do Brasil: por que mais de oito milhões de negros sãos pentecostais. São Paulo: Mundo Cristãos, 2004. PAIVA. Angela, Randolpho. Católicos, protestantes, cidadão: uma comparação ente Brasil e Estados Unidos. Rio de Janeiro: Centro de Edelstein de Pesquisas Sociais. Valores religiosos e mundo: catolicismo ibérico, puritanismo e a cidadania possível, 2010. PALHARES, Tenente Gentil. Frei Orlando: O capelão que não voltou. Rio de Janeiro: BIBLEx, 1989. PIERUCCI, Antônio Flávio; PRANDI, Reginaldo. A realidade social das religiões no Brasil: religião, sociedade e política. São Paulo: Hucitec, 1996. PILAR, O. Gen. Os Patronos das Forças Armadas. Rio de Janeiro: BIBLEx, 1981. PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL. São Martinho de Tours. São Paulo. Disponível em: <http://www.franciscanos.org.br/?p=59663>. Acesso em: 12 nov. 2016. RAWLS, John. O Liberalismo Político: Edição ampliada. Traduzido por Álvaro de Vita. São Paulo: Martins Fontes, 2011. RIBEIRO, Jorge Ponciano. Conceito de mundo e pessoa em Gestalt-terapia: revisitando o caminho. São Paulo: Sumus, 2011. RUSCONI, Carlo. Dicionário do Grego do Novo Testamento. São Paulo: Paulus, 2012. SANCHIS, Pierre. As religiões dos brasileiros. Horizonte, Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 28-43, 1997. SAREX. Diretrizes Pastorais da Arquidiocese Militar do Brasil. Disponível em: <http://sarex.dgp.eb.mil.br/images/stories/docs/diretrizes_pastorais_da_arquidiocese_militar_do_brasil.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2017. SAREX. Padroeiros. Disponível em: <http://sarex.dgp.eb.mil.br/index.php/santos-padroeiros>. Acesso em: 20 jan. 2017. SAREX. Patrono Sarex. Disponível em: <http://sarex.dgp.eb.mil.br/index.php/patrono> Acesso em: 15 abr. 2016. SCOTT, Joan W. Uma categoria útil para análise histórica. Cadernos de História UFPE, n. 11, p. 9-39, 2016. SCHNEIDER, Jacob Emílio. Vivência de um Capelão da FEB. Curitiba: Rosário, 1983. UOL. França, Alemanha, Portugal e Canadá terão protestos em solidariedade aos manifestantes de SP. São Paulo: Operamundi. Disponível em: <http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/29445/franca+alemanha+portugal+e+ canada+terao+protestos+em+solidariedade+aos+manifestantes+de+sp.shtml>. Acesso em: 10 fev. 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/17
Issue Date: 22-Nov-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Brayan de Souza Lages.pdfDissertação - Brayan de Souza Lages5,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.