Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/107
metadata.dc.type: Dissertação
Title: DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DO CRISTIANISMO, CATOLICISMO NO BRASIL E ENSINO RELIGIOSO EM UM ESTADO LAICO
metadata.dc.creator: GHIO, ELOI ANGELOS
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza., Cleinton Roberto Perpeto de
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, David Mesquiati de
metadata.dc.contributor.referee2: Rocha, Abdruschin Schaeffer
metadata.dc.contributor.referee3: Souza, Cleinton Roberto Perpeto de
metadata.dc.description.resumo: A pesquisa proposta nesta dissertação busca investigar o conceito de secularização e laicidade, por meio de análise história sobre as motivações de inserções das instituições religiosas no campo político. Além disso, busca compreender o posicionamento dos religiosos ao transitar pela esfera legislativa no Brasil, bem como as configurações do Ensino Religioso em virtude da laicidade do Estado brasileiro. Para tanto, esta dissertação fundamenta-se em pesquisa bibliográfica, a fim de adentrar nas discussões acadêmicas sobre o tema proposto. Concluiu-se, por meio deste estudo, que não só o termo “religião” como também o “cristianismo” apresentaram mudanças significativas em suas concepções, o que permitiu o diálogo sobre pluralidade religiosa no âmbito da disciplina Ensino Religioso e a interdisciplinaridade com outras áreas do conhecimento. A pesquisa revelou que a religiosidade deve ser garantida e o poder público deve manter-se independente em relação aos cultos religiosos ou igrejas, protegendo e garantindo o livre exercício de todas as religiões, sempre com vistas ao alcance do interesse público. Com efeito, o Estado também não pode obstar uma prática religiosa ou discriminar alguém por motivos religiosos, pois a laicidade do Estado, proclamada desde a instauração da República, tem o escopo de ampliar o espaço conferido ao fenômeno religioso, sempre que forem invocadas pelos cidadãos as garantidas legais.
Abstract: The research proposed in this dissertation investigates the concept of secularization and secularism, through analysis of the history of religious institutions inserts motivations in politics, and also reflecting on the position of religious while transiting the legislative sphere in Brazil. From this perspective, this work is guided based on the following hypothesis: Brazil is a secular and attention to the worth of the human state, since it assumes positions that are to be neutral in religious matters, but admits at the same time, the existence God and their fellow men. In this context, we sought to examine the church / state relationship in Brazilian Constitutions, demonstrating that such a relationship has always been ambiguous and complementary. The historical circumstances of the emergence of the dual categories also were explored "science" and "religion", presenting its direct relevance for contemporary discussions of such binomial. Therefore, the study was based on literature search in order to enter in academic discussions on the theme. It has been found through this study that not only the term "religion" like Christianity also had significant changes in their compositions. The survey also revealed the development of Religious Education has proceeded in line with the trajectory of Brazilian education, showing the struggle between the Church and the State, which was reflected in many normative documents, which brought implications to the contemporary.
Keywords: Religião; Catolicismo; Educação Religiosa no Brasil.
Religion; Catolicism; Religious Education in Brazil.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Religiões
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões
Citation: ALBERICH, Emílio. A catequese na Igreja hoje. São Paulo: Salesiana, 1983. AMALADOSS, Michael. Pela estrada da vida; prática do diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas, 1997. ANDREOTTI, Azilde Lina. A Administração Escolar na Era Vargas e no Nacional-Desenvolvimentismo (1930-1964). Artigo. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/art8_22e.pdf>. Acesso em: 30 ago. 2015. ANGELOS GHIO, Eloi. A Sagrada Linhagem Banu Umawiyy. São Paulo: Garcia Edizioni, 2014. AZZI, Riolando. Razão e Fé: o Discurso da Dominação Colonial. Ed. Edições Paulinas, 2001. BARBOSA, Luiz Alberto. Resistência cultural dos judeus no brasil. Dissertação (Mestre em Ciências da Religião) - Mestrado em Ciências da Religião - Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2006. BASTOS, Celso Ribeiro. Curso de direito constitucional. 21. ed. São Paulo: Saraiva, 2000. BECKFORD, James. The sociology of Religion 1945-1989. Social Compass, v. 37, n. 1, 1990. BRASIL. Constituição política do Império do Brasil. Carta de lei de 25 de março de 1824. Disponível em: <http://www.monarquia.org.br/pdfs/constituicaodoimperio.pdf>. Acesso em: 22 out. 2015. BRASIL. Decreto do Marquês de Pombal (1759). Em nome do Rei D. José I° de Portugal. Livro de História: Gislane e Reinaldo. Vol. Único. São Paulo: Ática, 2007. BRASIL. Constituição 88. Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios. Constituição da República Federativa do Brasil, Título III - Da organização do Estado; Capítulo I - Da organização político-administrativa. Brasília: Supremo Tribunal Federal. Disponível em: <http://www.stf.jus.br/portal/constituicao/artigoBd.asp?item=272>. Acesso em: 22. out. 2015. BURGIERMAN, Denis Russo; CAVALCANTE, Rodrigo; VERGARA, Rodrigo. A palavra de Deus. Superinteressante, nov. 2001. Disponível em: <http://super.abril.com.br/historia/a-palavra-de-deus>. Acesso em: 30 jul. 2015. CAMPOS, Gislane Azevedo; SERIACOPI, Reinaldo. História em movimento: ensino médio. São Paulo: Ática, 2010. p. 166. CANCIAN, André. Ateísmo & Liberdade: Uma introdução ao livre-pensamento. 7 ed. ADC, 2002. CAPELLARI, Marcos Alexandre. Sob o olhar da razão: as religiões não católicas e as ciências humanas no Brasil. Mestrado (História Social) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. CARON, Lurdes (Org). O Ensino Religioso na nova LDB: histórico, exigência, documentários. Petrópolis: Vozes, 1998. CARNIATO, Maria Inês. Superar temores e construir sonhos. Diálogo - Revista de Ensino Religioso, São Paulo, n. 31, p. 28-31, agosto, 2003. CARTOLANO, Maria Teresa Penteado. Benjamin Constant e a instrução pública no início da República. Campinas: UNICAMP, 1994. (Tese de Doutorado). CARVALHO, Maria Aparecida de; CAMPOS, Maria Regina Machado de. A Educação nas Constituições Brasileiras: 1934, 1937, 1946, 1969, 1988. Campinas, SP: Pontes, 1991. CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2001. CHAGAS, Carlos. O termo "Religião Cristã", suas mudanças históricas e implicações para a compreensão soteriológica no Cristianismo. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Teologia) - Instituto Metodista Izabela, Hendrix – FATE-BH, Belo Horizonte, 2008. CHAVES, Marco Antônio. Projeto de Pesquisa: guia prático de monografia. 3 ed. Rio de Janeiro: Wak, 2002. CONFERENCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Diretório Nacional de Catequese. São Paulo: Paulinas, 2006. CONFERENCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. O Ensino Religioso no Cenário da Educação Brasileira: aspectos históricos e sócio-político-cultural. São Paulo: CNBB, 2007. CURY, Carlos Roberto Jamil. Ideologia e educação brasileira. São Paulo: Cortez & Moraes, 1978. CURY, Carlos Roberto Jamil. Ensino Religioso e a escola pública: o curso histórico de uma polêmica entre Igreja e Estado no Brasil. Educação em revista, Belo Horizonte, n. 17, p. 20- 37, jun. 1993. CURY, Carlos Roberto Jamil. A Educação na primeira Constituinte Republicana. In: FÁVERO, Osmar (Org.). A Educação nas constituintes brasileiras. Campinas: Autores Associados, 1996. DA SILVA, Valmor (Org.). Ensino Religioso: educação centrada na vida: subsídios para formação de professores. São Paulo, 2004. DEMANT, Peter. O mundo mulçumano. São Paulo: Contexto, 2004. DISTRITO FEDERAL. Câmara Legislativa do Distrito Federal. Lei Orgânica (1993). Brasília, 2013. DOWBOR, Ladislau. A reprodução social: propostas para uma gestão descentralizada. Petrópolis: Vozes, 1998. DUARTE, Felipe Pathé. Jihadismo Global: a (in)coerência de uma estratégia de Subversão? Nação e Defesa, n. 128, Série 5, p. 215-243, 2011. ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. São Paulo: Martins Fontes, 1992. ESQUIVEL, Juan Cruz. Laicidades relativas: avatares de la relación Estado-iglesia en Brasil. In: BLANCARTE, R. (Org.). Los retos de laicidad y la secularización en el mundo contemporáneo. México, D. F.: El Colegio de México, Centro de Estudios Sociológicos, 2008. FAORO, Raymundo. Os Donos do Poder. Formação do Patronato Político Brasileiro. 7 ed. Rio de Janeiro: Globo, 1987. FÁVERO, Osmar. A Educação nas constituintes brasileiras. Campinas: Autores Associados, 1996. FERNANDES, Maria Madalena S. Afinal, o que é o ensino religioso? Sua identidade própria em contraste com a catequese. São Paulo: Paulus, 2000. FERREIRA, Liliana Soares. Educação e História. 2 ed. Ijui: UNIJUL, 2001. FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. Ensino religioso; perspectivas pedagógicas. Petrópolis: Vozes, 1994. FREYRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro: Maia e Schmidt, 1933. _________; Sobrados & Mucambos. Rio de Janeiro: Maia e Schimidt, 1936. FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. O Ensino Religioso no Brasil: tendências, conquistas, perspectivas. Petrópolis: Vozes, 1996. GAARDER, Jostein et al. O livro das religiões. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. GADOTTI, M. Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000. GIUMBELLI, Emerson. A presença da Igreja Universal do Reino de Deus no espaço público brasileiro: liberdade religiosa, fora do lugar? XXVI conferência Sociedade Internacional de Sociologia das Religiões. Ixtapan de La Sal, México, 20-24 de agosto de 2001. GIUMBELLI, Emerson. O fim da religião: dilemas da liberdade religiosa no Brasil e na França. São Paulo: Attar Editorial, 2002. GONZALEZ, Justo L. Uma História Ilustrada do Cristianismo. São Paulo: Vida Nova, 2009. GONZALES, Justo L. Uma História do Pensamento Cristão – Do Início até o Concílio de Calcedônia. Cristão. Vol. 1. São Paulo: Hagnos, 2013. ________; Uma História do Pensamento Cristão – De Agostinho às vésperas da Reforma. Cristão. Vol. 2. São Paulo: Hagnos, 2013. ________; Uma História do Pensamento Cristão – Da Reforma Protestante ao século 20. Vol. 3. São Paulo: Hagnos, 2013. GRUEN, Wolfgang. O Ensino Religioso na escola. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1995. HARRISON, Victoria S. The pragmatics of defining religion in a multicultural world. International Journal for Philosophy of Religion, n. 58, 2006. HARRISON Charles et al. Primitivismo, Cubismo e Abstração. São Paulo. Cosac & Nayfi, 1998. HOITENGA, Dewey J. Faith and reason from Plato to Plantinga: an introduction to reformed epistemology. Albany: State University of New York Press, 1991 HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1994. JUNQUEIRA, Sergio R. Azevedo (Org.). Construção da Identidade do Ensino Religioso e da Pastoral Escolar. Curitiba: Champagnat, 2002a. JUNQUEIRA, Sergio R. Azevedo. O Processo de escolarização do Ensino Religioso no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2002b. LDB - LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 11 ed. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados, 2015. KÜNG, Hans. Ser Cristão. Rio de Janeiro: Editora Imago, 1976. KÜNG, Hans. Projeto de ética mundial: uma moral ecumênica em vista da sobrevivência humana. 3 ed. São Paulo: Paulinas, 2001. MACHADO, Maria Cristina Gomes; CURY, Carlos Roberto Jamil. A Educação na primeira Constituinte Republicana. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 49, p. 227-243, jul./set. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/er/n49/a13n49.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2015. MANDELI, Maíra de Lima. Liberdade Religiosa. Monografia (Bacharel em Direito) - Faculdades Integradas “Antônio Eufrásio de Toledo”, Presidente Prudente, 2008. MARIANO, Ricardo. Deus é voto. 2012. Disponível em: <http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos-revista/deus-e-voto>. Acesso em: 20 ago. 2013. MARKUS, R. A. O fim do cristianismo antigo. São Paulo: Paulus, 1997. MATOS, Henrique Cristiano José. Nossa história 500 anos de presença da Igreja Católica no Brasil. Tomo 1. São Paulo: Paulinas, 2001. MCGRATH, Alister E. Origens Intelectuais da Reforma. São Paulo: Cultura Cristã, 2007. MENEZES, Walério de Andrade. Psicologia e religião: um estudo de convergência. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como requisito para obtenção do grau de Psicólogo do Curso de Psicologia do Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA), Palmas, 2011. MENDONÇA, M. C. de M. O pensamento da metrópole portuguesa em relação ao Brasil. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – RIHGB, v. 257, out./dez., 1962. MONTALVÃO, Sérgio. A LDB de 1961: Apontamentos para uma história política da educação. Mosaico, Rio de Janeiro, PPHPB-FGV, 3 ed., Ano II. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/mosaico/?q=artigo/ldb-de-1961-apontamentos-para-uma-hist%C3%B3ria-pol%C3%ADtica-da-educa%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: 30 ago. 2015. MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil Interpretada. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2005. ________. Direito constitucional. 10 ed. São Paulo: Atlas, 2001. ________. Direitos humanos fundamentais: teoria geral, comentário aos arts. 1º a 5º da Constituição da República Federativa do Brasil, doutrina e jurisprudência. 7 ed. Coleção temas Jurídicos; 3. São Paulo: Atlas, 2006. ________. Direito Constitucional. 23 ed. São Paulo: Atlas, 2008. ________. Manifesto Regionalista. Recife: FUNDAJ/Massangana, 1996. MOREIRA, Sonia A. H. O serviço de orientação nas escolas confessionais. Monografia (Especialista em Orientação Educacional e Pedagógica) - Universidade Candido Mendes, Rio de Janeiro, 2011. MORIN, Edgar. O Método. Trad. Juremir Machado da Silva. 2 ed. Porto Alegre: Sulina, 1999. NASCIMENTO, Alessandra Amaral Soares. Candomblé e Umbanda: Práticas religiosas da identidade negra no Brasil. RBSE, n. 9, v. 27, p. 923-944, 2010. NERY, I. Catequese com adultos e catecumenato. História e proposta. São Paulo: Paulus, 2001. NERI, M. C. (Coord.). Novo Mapa das religiões. Rio de Janeiro: FGV, 2011. NERIS, Wheriston Silva. Bourdieu e a religião. 2008. Disponível em: < http://www.abhr.org.br/wp-content/uploads/2008/12/neris-wheriston-gp2.pdf >. Acesso em: 19 out. 2015 OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro. O ensino da Filosofia no 2º Grau da escola brasileira: um percurso histórico, até a realidade mineira dos anos 80. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1993. ________; Ordem & Progresso. Rio de Janeiro: Maia e Schmidt, 1959. PASSOS, João Décio. Ensino religioso; construção de uma proposta. São Paulo: Paulinas, 2007. PELÚCIA, Alexandra Maria Pinheiro. Martim Afonso de Sousa e a sua Linhagem: A Elite Dirigente do Império Português nos Reinados de D. João III e D. Sebastião. Dissertação (Doutorado em História) - Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2007. PEIXOTO, Leite. Religião, Secularização e Modernidade. Mediação, Universidade FUMEC, v. 14, n. 15, jul./dez. 2012. PIERUCCI, Antônio Flávio. O desencantamento do mundo: todos ao passos do conceito em Max Weber. 34 ed. São Paulo: USP, 2003. PIAZZA, Waldomiro. Religiões da humanidade. 3. ed. São Paulo: Loyola, 1996. PLANTINGA, Alvin Carl. A objeção reformada à teologia natural. In: MCKIM, Donald K. (Org.). Grandes temas da tradição reformada. São Paulo: Pendão Real, 1999. PLANTINGA, Alvin. Is belief in God properly basic? In: SWEETMAN, Brendam; GEIVETT, R. Douglas (Eds.). Contemporary perspectives on religious epistemology. New York: Oxford University Press, 1992. PORTELLA, Rodrigo. Religião, Sensibilidades Religiosas e Pós-Modernidade Da ciranda entre religião e secularização. Revista de Estudos da Religião, n. 2, 2006. PRADO JR., Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 2004. REIMER, Haroldo. Liberdade religiosa na história e nas Constituições do Brasil. São Leopoldo: Oikos, 2013. RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. 2 ed., São Paulo: Companhia das Letras, 1996. RIBEIRO, Josuel Stenio da Paixão. A formação do povo brasileiro e suas consequências no âmbito antropológico. UNIESP, 2012. RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História da educação brasileira: a organização escolar. 15 ed. Campinas: Autores Associados, 1998. ROSÁRIO, Maria José Aviz do. A Educação Jesuítica no Brasil Colônia. História, Memória, Educação. Disponível em: Disponível em: <http://super.abril.com.br/historia/a-palavra-de-deus>. Acesso em: 22 Ago. 2015. SANTOS, Breno Machado dos. Os Primeiros Jesuítas e o Trabalho Missionário No Brasil. LAHES, Juiz de Fora, 2005. SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais. 8. ed. rev. e atual. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007. SCAMPINI, José. A liberdade religiosa nas constituições brasileiras. Rio de Janeiro: Vozes, 1978. SEMINÉRIO, F. L. P. Religião como fenômeno psicológico. XXVIII Reunião Anual de Psicologia. Temas em psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, v. 6, n 2., out. 1998. SENA, Luzia (Org.). Ensino religioso e formação docente Ciências da religião e ensino religioso em diálogo. São Paulo: Paulinas, 2006. SEVERINO, Antônio Joaquim. Educação, Ideologia e Contra ideologia. São Paulo: EPU, 1986. SMITH, Wilfred Cantwell. O sentido e o fim da religião. São Leopoldo: Sinodal, 2006. STIGAR, Robson. Ensino Religioso e catequese: um diálogo possível. Vida Pastoral, 2013. Disponível em: <http://www.vidapastoral.com.br/artigos/temas-pastorais/ensino-religioso-e-catequese-um-dialogo-possivel/>. Acesso em: 20 out. 2015. STÖRIG, Hans Joachim. História Geral da Filosofia. Petrópolis: Vozes, 2008. TILLICH, Paul. História do pensamento cristão. São Paulo: ASTE, 1967. ________. Teologia Sistemática. São Leopoldo: Sinodal, 2005. VALLE, E. Psicologia e experiência religiosa: estudos introdutórios. São Paulo: Edições Loyola, 1998. VIEIRA, Sofia Lerche. A Educação nas Constituições Brasileiras: texto e contexto. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 88, n. 219, p. 291-309, maio/ago. 2007. VIESSER, Lizete C. Um paradigma didático para o ensino religioso. Petrópolis: Vozes, 1994. Disponível em: <http://www.parrocchiasangiovanni.it>. Acesso em: 29 mai. 2015. ZYLBERSZTAJN, Joana. O Princípio da Laicidade na Constituição Federal de 1988. Tese de Doutorado. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.faculdadeunida.com.br:8080/jspui/handle/prefix/107
Issue Date: 24-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências das Religiões

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Eloi Angelos Guio.pdfDissertação - Eloi Angelos Guio10,6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.